Memorial da Ditadura Argentina

Foto i
Dos momentos mais fortes do meu dia: um memorial da ditadura argentina onde se torturavam presos políticos, que tem logo na entrada a parede destruída que justamente acobertava os crimes que o estado cometia atrás dela. Era um centro clandestino de detenção.
Como faltam espaços de memória como esse para nossa história recente brasileira, para evitar que tantos idiotas repliquem besteiras pedindo a volta da ditadura. Não deixar que se esqueça o horror é pedagógico.
A energia de um lugar assim, ainda hoje, me contorce o estômago pela proximidade.
— em Córdova (Argentina)

George

 

Os bocais com lâmpadas representam mortos presos nesse lugar, e os bocais vazios representam os desaparecidos.

Vazios

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *